Cervejas
Cervejas
WhatsApp Offline agora - Abre hoje, de 17:00h às 23:59h
  • imagem não encontrada
    Grand Cru - Dum
    8,8% ABV 35 IBUDouble WitbierCuritiba - PR - Brasil

    A Grand Cru é outra cerveja que saiu das panelas, no Parque Temático, onde muitas das experiências da cervejaria acontecem. A DUM já fazia uma Witbier (Blanché) que era muito bem aceita entre os cervejeiros, mas era uma “cerveja comum”, e eles queriam produzir algo mais ousado.

    Para desenvolver essa nova cerveja, foi adicionado mais malte caramelo e as raspas de casca de laranja fresca e coentro mantidos. Com 8,8% de álcool e 35 IBU, a Grand Cru agrada a paladares não acostumados com lúpulo e que procuram uma cerveja com final mais doce. O estilo mais próximo dessa cerveja é o Tripel, mas pela grande presença das raspas de laranja e do coentro, a Grand Cru foi rotulada como uma “double witbier”, já que muitas cervejas desse estilo levam quase os mesmos ingredientes e têm teor alcoólico e IBU parecidos.

    O rótulo tem como inspiração a tela Le fils de l’homme (em inglês: The Son of Man) do pintor surrealista belga René Magritte. Nele, o pintor faz um autorretrato com uma maça em frente ao seu rosto. Assim como o artista, a proposta era criar uma cerveja “surrealista”, pois rompe com a racionalidade dos estilos tripel e wit.

    Ingredientes: Água, malte, trigo, aveia, cascas de laranja frescas, sementes de coentro e fermento belga.

    Harmonização: Harmoniza muito bem com frutos do mar: risoto, paella e ceviche, na brasa ou salteados. Também harmoniza com sobremesas como bolo de laranja com cobertura de laranja caramelizada. Pratos com apelo cítrico também combinam com a Grand Cru.

    Medalhas:

    • Medalha de Bronze – Tripel – Concurso Brasileiro da Cerveja 2015
    • Medalha de Ouro – Tripel – South Beer Cup 2015
    355ml
    R$ 33,00
  • imagem não encontrada
    Petroleum Amburana - Dum
    12,0% ABV 96 IBURussian Imperial StoutCuritiba - PR - Brasil

    Para nos ajudar na tarefa de criar versões de Petoleum com madeira convidamos nosso amigo Agenor Maccari Junior, professor da Universidade Federal do Paraná (UFPR) , um grande estudioso das madeiras brasileiras que iniciou seus estudos em microbiologia e fermentação ainda como estudante de Agronomia. Concluída  a sua graduação, atuou como pesquisador no Centro de Pesquisa e Processamento de Alimentos (CEPPA), o que culminou no Mestrado em Tecnologia de Alimentos e no Doutorado em Tecnologia Pós-Colheita, na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Ele desenvolve diversas pesquisas na área de produção de bebidas, com destaque para os trabalhos com tosta de tonéis e uso de madeiras brasileiras para envelhecimento de cachaça.

    Seus conhecimentos são aplicados também na produção da premiadíssima Cachaça Porto Morretes. Vencedora de juris internacionais, a Porto Morretes ganhou cinco medalhas no Concours Mondial Spirits Selection 2014, bem como venceu o VI Brazilian Meeting on Chemistry of Food and Beverages . Trata-se de uma cachaça orgânica, ou seja, a cana de açucar é cultivada sem o uso de agrotóxicos e o processo industrial é isento de aditivos químicos. A grande maioria da produção é destinada à exportação, por isso é pouco conhecida do público brasileiro. Vale a pena procurar uma garrafa.

    Sendo assim, nada melhor do que utilizar os barris de cachaças premiadas da Porto Morretes para fazer uma Petroleum com madeira. Seguindo as dicas do professor Maccari, maturamos as cervejas em três madeiras diferentes: Amburana, Castanheira do Pará e Carvalho Francês, cada uma com um tipo específico de tosta. O processo de maturação de bebidas em madeiras com diferentes níveis de tosta é uma paixão do professor, que consome boa parte de suas horas de folga.

    Amburana: com o uso de barris com tosta alta, a cerveja maturada adquire aroma adocicado, intenso, com notas de especiarias, particularmente  canela e aroma pronunciado de coco queimado. O sabor intenso, com gosto doce, o residual amargo e a adstringência são persistentes.

    Ingredientes: Água, malte de cevada, cevada torrada, aveia, cacau belga, lúpulo e fermento.

    Harmonização: Por conta do seu caráter torrado, a Petroleum harmoniza muito bem com carnes fortes. Ela também se encaixa perfeitamente com sobremesas, principalmente as que levam sorvete de creme.

    Sugestão de harmonização: coloque um pouco de sorvete de creme na boca, deixe derreter, e então dê um pequeno gole de Petroleum. A experiência é muito rica – você vai sentir gosto de um cappuccino e, depois de engolir, sua boca fica limpa, pedindo por mais!

    355ml
    R$ 37,00
  • imagem não encontrada
    Petroleum Carvalho Francês - Dum
    12,0% ABV 96 IBURussian Imperial StoutCuritiba - PR - Brasil

    Para nos ajudar na tarefa de criar versões de Petoleum com madeira convidamos nosso amigo Agenor Maccari Junior, professor da Universidade Federal do Paraná (UFPR) , um grande estudioso das madeiras brasileiras que iniciou seus estudos em microbiologia e fermentação ainda como estudante de Agronomia. Concluída  a sua graduação, atuou como pesquisador no Centro de Pesquisa e Processamento de Alimentos (CEPPA), o que culminou no Mestrado em Tecnologia de Alimentos e no Doutorado em Tecnologia Pós-Colheita, na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Ele desenvolve diversas pesquisas na área de produção de bebidas, com destaque para os trabalhos com tosta de tonéis e uso de madeiras brasileiras para envelhecimento de cachaça.

    Seus conhecimentos são aplicados também na produção da premiadíssima Cachaça Porto Morretes. Vencedora de juris internacionais, a Porto Morretes ganhou cinco medalhas no Concours Mondial Spirits Selection 2014, bem como venceu o VI Brazilian Meeting on Chemistry of Food and Beverages . Trata-se de uma cachaça orgânica, ou seja, a cana de açucar é cultivada sem o uso de agrotóxicos e o processo industrial é isento de aditivos químicos. A grande maioria da produção é destinada à exportação, por isso é pouco conhecida do público brasileiro. Vale a pena procurar uma garrafa.

    Sendo assim, nada melhor do que utilizar os barris de cachaças premiadas da Porto Morretes para fazer uma Petroleum com madeira. Seguindo as dicas do professor Maccari, maturamos as cervejas em três madeiras diferentes: Amburana, Castanheira do Pará e Carvalho Francês, cada uma com um tipo específico de tosta. O processo de maturação de bebidas em madeiras com diferentes níveis de tosta é uma paixão do professor, que consome boa parte de suas horas de folga.

    Carvalho Francês: a tosta leve e a madeira nobre se mostram no aroma suave, com toque de pimenta e especiarias, adquirindo interessante complexidade. O sabor de doce de leite e o gosto amargo tornam a cerveja espetacular, com persistência na boca.

    Ingredientes: Água, malte de cevada, cevada torrada, aveia, cacau belga, lúpulo e fermento.

    Harmonização: Por conta do seu caráter torrado, a Petroleum harmoniza muito bem com carnes fortes. Ela também se encaixa perfeitamente com sobremesas, principalmente as que levam sorvete de creme.

    Sugestão de harmonização: coloque um pouco de sorvete de creme na boca, deixe derreter, e então dê um pequeno gole de Petroleum. A experiência é muito rica – você vai sentir gosto de um cappuccino e, depois de engolir, sua boca fica limpa, pedindo por mais!

    355ml
    R$ 37,00
  • imagem não encontrada
    Petroleum Castanheira - Dum
    12,0% ABV 96 IBURussian Imperial StoutCuritiba - PR - Brasil

    Para nos ajudar na tarefa de criar versões de Petoleum com madeira convidamos nosso amigo Agenor Maccari Junior, professor da Universidade Federal do Paraná (UFPR) , um grande estudioso das madeiras brasileiras que iniciou seus estudos em microbiologia e fermentação ainda como estudante de Agronomia. Concluída  a sua graduação, atuou como pesquisador no Centro de Pesquisa e Processamento de Alimentos (CEPPA), o que culminou no Mestrado em Tecnologia de Alimentos e no Doutorado em Tecnologia Pós-Colheita, na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Ele desenvolve diversas pesquisas na área de produção de bebidas, com destaque para os trabalhos com tosta de tonéis e uso de madeiras brasileiras para envelhecimento de cachaça.

    Seus conhecimentos são aplicados também na produção da premiadíssima Cachaça Porto Morretes. Vencedora de juris internacionais, a Porto Morretes ganhou cinco medalhas no Concours Mondial Spirits Selection 2014, bem como venceu o VI Brazilian Meeting on Chemistry of Food and Beverages . Trata-se de uma cachaça orgânica, ou seja, a cana de açucar é cultivada sem o uso de agrotóxicos e o processo industrial é isento de aditivos químicos. A grande maioria da produção é destinada à exportação, por isso é pouco conhecida do público brasileiro. Vale a pena procurar uma garrafa.

    Sendo assim, nada melhor do que utilizar os barris de cachaças premiadas da Porto Morretes para fazer uma Petroleum com madeira. Seguindo as dicas do professor Maccari, maturamos as cervejas em três madeiras diferentes: Amburana, Castanheira do Pará e Carvalho Francês, cada uma com um tipo específico de tosta. O processo de maturação de bebidas em madeiras com diferentes níveis de tosta é uma paixão do professor, que consome boa parte de suas horas de folga.

    Castanha do Pará: o aroma delicado, de sobremesa e castanhas, resulta em um sabor agradável que remete a amêndoas e pudim. Há um equilíbrio entre o amargo e o doce, que tornam o sabor residual muito prazeroso.

    Ingredientes: Água, malte de cevada, cevada torrada, aveia, cacau belga, lúpulo e fermento.

    Harmonização: Por conta do seu caráter torrado, a Petroleum harmoniza muito bem com carnes fortes. Ela também se encaixa perfeitamente com sobremesas, principalmente as que levam sorvete de creme.

    Sugestão de harmonização: coloque um pouco de sorvete de creme na boca, deixe derreter, e então dê um pequeno gole de Petroleum. A experiência é muito rica – você vai sentir gosto de um cappuccino e, depois de engolir, sua boca fica limpa, pedindo por mais!

    Medalha:

    • Medalha de Prata – Wood and Barel Aged – South Beer Cup 2015
    355ml
    R$ 37,00

*Clique no Link Whatsapp Acima para entregas ou dúvidas.

(Entregas Encerram 30 Minutos Antes de Fechar)

*Taxa de Entrega a partir de R$8,90 *

*TERÇA Á SEXTA das 17h às 00h*

*SÁBADOS 11h às 00h *  DOMINGOS 11h às 23h* FERIADOS das 11h às 23h.

*SEGUNDA FECHADO PARA DESCANSO*!

***Couvert Artístico R$7,00 por Pessoa, Sexta, Sábado / Lei n.7856*** 

* Não Consumir Bebidas Alcoólicas na Área Externa do Bar.(Via Pública) *Permitido no Copo Descartavel*

*NÃO FUMAR DEBAIXO DA COBERTURA ou MARQUISE ,LEI FEDERAL N. 12.546.

*Telefone Fixo >>>(34)3231-0503 ou (34)99939-2652 Whatsapp